terça-feira, 26 de maio de 2009

Fim de uma era, praticamente!

Chegando ao fim de tudo, cada peça que eu envio é um alívio, mas também um peso, algo está acabando...Para explicar melhor vou contar uma história verdadeira:

" Em 2005 eu tinha acabado de entrar na faculdade e estava feliz assistindo à um filme no Cinusp quando o celular tocou, era o número da Mari, atendi super
contente, mas era o ex dela.
-Preciso conversar com você, estou indo ai na FFLCH!
Nos encontramos e ele me convidou para trabalhar na Marimoon Store no
lugar dele. Aceitei na hora, estava precisando trabalhar e quem não gostaria
de brincar de vendedora? E este foi sempre o tom para mim, trabalho que
na verdade era uma grande diversão, escolher roupas, estampas, bijouterias, brinquedos, bolsas e etc. que combinassem com o nosso público, pessoas
com o nosso estilo, fofas, ousadas e descoladas.
Ao mesmo tempo fui conhecendo a Mari, e nem preciso dizer aqui o quanto
admiro essa mulher, preciso? E cresci junto da loja, foi com ela que viajei
sozinha sem saber o endereço do lugar para onde estava indo, conheci
Brasília, interior de SP, viajei com banda, encontrei meu estilo para
vestir e descobri uma grande paixão, a moda, nunca pensei que gostaria
tanto de trabalhar com público, de ter responsabilidade e de ser capaz
de deixar as pessoas se sentindo mais bonitas, este era o ponto alto
de vender, poder proporcionar aos outros coisas exclusivas!
A exposição na internet, seu estilo e sua opinião, abriram para Mari
as portas para o sonho de muitas pessoas, um programa na televisão, os
limites agora, não existiriam mais, só que o tempo tornou-se escasso. Como
a vida é engraçada neste ponto, ganha-se de um lado, mas perde-se de outro.
Assumi algumas das funções que antes eram dela e continuei com as minhas
que se tornaram um pouco maiores, a ideia era trazer alguém para me ajudar
com as questões burocráticas, contas e notas, para que eu pudesse manter
o padrão de qualidade. Tentei, convidei três pessoas e observei como elas
reagiam, mas não era algo que mexia com elas, então continuei a procura.
Então sofremos nosso primeiro baque, o fornecedor, que parecia ser
capaz de realizar nossos sonhos em forma de
roupa, estava mais preocupado com seus outros clientes e devolveu peças
inacabadas e tecido, quase desistimos, costumo lembrar como "A primeira
grande depressão",
nossa foi cruel!Rolos de tecido inutilizados, projetos descartados. Mas não desanimei, fui procurando oficinas na internet até
que achei uma muito legal, eles cortariam e fariam as camisetas e blusas
listradas que queriamos, até levaram direto para a estamparia!
Encontrei, na internet também, uma moça incrível que desenvolveu as
bolsas combinando com as blusas, ela foi até a minha faculdade levar a
peça piloto para eu aprovar! Ganhamos um fôlego!E queríamos desenvolver
peças novas, elaboradas, que a oficina anterior não poderia fazer.
Recebemos indicação de uma turma de estudantes de moda, que poderiam
fazer peças diferentes, com qualidade e preço bom. Nos reunimos e
eles pareceram captar exatamente a nossa intenção.
Fui com eles atrás de tecido, aviamentos e rendas, e nossa, como
é cansativo! Comecei a ficar assustada com o preço dos tecidos que eles
queriam, Lã é bem cara viu? Cortei algumas peças pois estava tudo
muito caro, para resumir, o preço individual ficou um absurdo, eles
atrasaram demais e isso acabou com nossos ânimos!Essa foi "A Segunda Grande Depressão".Talvez o estopim.
A vida de estilista não é fácil!Ficamos mais na curadoria de
produtos, aprendi a montar Bijoux e amei fazer coisas diferentes, encontramos tintas alternativas para a importada que não vinha mais, continuamos
bombando no Mercado Mundo Mix e abrindo espaço para novos artistas
e marcas, mas não era mais a mesma coisa, a
brincadeira tinha acabado, esse era um jogo para dois e sozinha não
tinha mais graça.
Agora temos um prazo para acabar, porque não acho justo simplesmente largar
as coisas, chutar o balde e sair andando, não é justo com os clientes, não é
justo com a gente e nem com ela, A Loja. Engraçado, ela é uma entidade já, eu
abro o email dela, muitas vezes antes do meu, de fim-de-semana dou uma
olhadinha nos clientes e nos produtos, troco as fotos.
Eu gostaria muito que reabríssimos em nova fase, versão 2.0 com mais
funcionários, espaço e possibilidades, tudo que ela realmente merece, mas
por enquanto o melhor é dar um tempo, para a ideia amadurecer e para
eu crescer."

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Suicídas Famosos: Piscianos

Não comece pensando: "Ai que horror, um post sobre pessoas que se mataram!"
não estou aqui para julgar ninguém e muito menos incentivar esta prática, mas numa pesquisa sobre a vida de um grande escritor japonês, que é quem abrirá este post, percebi certas semelhanças entre alguns suícidas famosos, isto é, constatei que todas as personalidades abaixo dividem o mesmo danoso signo, peixes.

A água mutável, o mais sensível e depressivo do zodíaco, tão profundo e emotivo é também o signo das artes, precisa de alguma maneira extravazar toda a imensidão de sua alma. O meio encontrado pelo primeiro artista que vou tratar foi escrever. Apesar de ter vivido sempre com o orçamento restrito, Ryunosuke Akutagawa
é considerado um dos maiores autores da língua japonesa, e também um dos mais traduzidos.
-Data de Nascimento:1 de março 1892 em Tokyo
-Data de Morte:em 24 de julho de 1927 em Tokyo
-Causa da Morte: Overdose de remédios
-Antecedentes: Forte depressão culminada em loucura.
-Heranças:foi o primeiro escritor japonês capaz de atrair a atenção da crítica e dos leitores ocidentais, e também pioneiro na introdução do estilo europeu na literatura japonesa. Rashomôn (1915)é sua obra mais conhecida.





O próximo pisciano também influênciou as gerações seguintes e quebrou padrões, só que na música, o "último rockstar" era um homem sensível e romântico que se deixou derrubar pela depressão, drogas e o vazio do mundo das celebridades.
Kurt Cobain criou um estilo e deu voz para uma geração descontente.

-Data de Nascimento: 20 de fevereiro de 1967, em washington.
-Data de Morte: 5 de abril de 1994, Seattle (washington)
-Causa da Morte: Existem teorias conspiratórias de que sua esposa teria o mandado matar e fazer parecer um suicídio pois seu corpo continha uma grande quantidade de heroína, o que o incapacitaria de manejar uma arma do porte da que " se matou".
-Antecedentes: Forte depressão. Em 4 de março de 1994, alguns dias antes de se matar, Courtney love, sua esposa, o encontrou após sua primeira tentativa de suícidio com overdose de Champagne e Rohypnol,um sedativo antiansiolítico, após 5 dias internado ele voltou a Seattle, e se matou a 4 de abril, tendo o corpo descoberto apenas dia 8 de abril por um eletricista.
-Heranças:Se com a morte de Kurt o movimento Grunge todo se foi, dá para imaginar quais foram as contribuições de Kurt no mundo da música, "Smells like teen Spirit" se tornou o hino de uma época, a voz dos jovens americanos no governo Nixon. Ele também ditou comportamento e moda: calças surradas, camisa xadrez e All Star nos pés eram o máximo!Muitas bandas até hoje fazem covers de suas músicas e o Cd Nevermind é considerado um dos maiores discos da história.

Mais um roqueiro para a nossa lista, a música sempre serviu como importante válvula de escape de emoções! Lewis Brian Hopkin Jones foi o primeiro guitarrista dos Rolling Stones e era conhecido por sua capacidade em tocar diversos instrumentos e seu modo fashion de se vestir.

-Data de Nascimento: 28 de feveiro 1942
-Data de Morte: 3 de julho de 1969
-Causa da Morte: encontrado morto na piscina de sua casa.
-Antecedentes: Brian Jones já vinha abusando das drogas há um bom tempo.
-Heranças: Fundou uma das maiores bandas de todos os tempos e contribuiu a outras como The Beatles.





  Por que a morte desses gênios foi inevitável? A sensibilidade exarcebada deve ser controlada antes que se torne vunerabilidade culminante em autodestruição. Tudo parece ter dois lados e a melhor maneira de viver bem é tentar equilibrar essa tendência a melancolia encontrando formas de expressar seus sentimentos e ficando bem longe de drogas e situações depressivas. Num trecho interessante do bilhete suicida de Kurt, ele diz: "O triste, o sensível, insatisfeito, pisciano, pequeno homem de Jesus. Por que você simplesmente não aproveita? Eu não sei!" (o bilhete está aqui!)
E esta é a minha questão, como aproveitar a vida e as minhas qualidades?
Eu não sei!

terça-feira, 12 de maio de 2009

Scarlett Johansson, a super heroína das mulheres gostosas!

A atriz Nova-iorquina Scarlett Johansson comprou uma briga por todas
nós, mulheres de corpos exuberantes, cansada das especulações sobre sua preparação
para o papel da Viúva Negra em Homem de Ferro 2, ela reclamou que:
“Desde que eu comecei a me dedicar a ter um corpo de super herói, diversos artigos falando do meu peso me chamaram a atenção. Alegaram que eu estaria em uma rotina de treinamento regulado pelas co-estrelas, ficando em forma com treinadores dos quais eu nunca ouvi falar, comendo grãos que eu mal sei pronunciar e por fim, perdendo cinco quilos de meu corpo de 1.58m… Se eu tivesse que perder 5 quilos, eu teria que arrancar meus dois braços. E um pé. Eu estou frustrada com a irresponsabilidade da mídia dos tablóides que vendem ao público idéias sobre como nós devemos estar e como devemos chegar a esse ponto.”
Dando uma googlada em sites nacionais, encontrei no da RG o seguinte comentário maldoso:
"A rechonchudinha atriz, que sempre se orgulhou das curvas mais acentuadas, agora virou adepta da malhação e das dietas.(...)RG acha Scarlett linda - inclusive com curvinhas a mais!"
Ai não me controlei, e deixei o seguinte comentário para os editores do site:
"Scarlett sempre foi linda, aliás o diferencial dela é o de ser uma mulher quase normal, digo quase pois ela tem um corpo invejável, seios fartos, bumbum avantajado, ela não é "cheinha", ela tem tudo no lugar, mas para a mídia, linda é a anoréxica, que provavelmente tem mau hálito por ficar longos períodos
sem comer ou vomitar, que carrega na make up e no photoshop para disfarçar as imperfeições na pele, causadas pela falta de antioxidantes e vitaminas (lembra
que ela vive uma forte restrição alimentar?),que possui um corpo praticamente inalcançável para as mulheres normais. Acho que os padrões de beleza mudaram
demais pois agora o que é bonito é a aparência de doença, e para chegar neste modelo
as mulheres ficam realmente doentes. Será que não é hora de revermos isto? Para ser linda não é preciso ser feliz primeiro? E saudável, lógico!"
Quem será que estabeleceu que para ser sexy uma mulher tem que ser ultramagra? Provavelmente um estilista gay que precisava de cabides ambulantes para desfilar suas roupas imperfeitas. Ou a mídia que procura padrões impossíveis de beleza para que as chamadas divas sejam mulheres "acima da massa". Estou cansada destes padrões impossíveis, quero sair desta nóia de emagrecer, emagrecer e emagrecer, o importante é ser saudável e estar bem consigo mesma! Uma mulher realmente linda é aquela que assim se sente, mesmo diferente dos padrões.

terça-feira, 5 de maio de 2009

Resolução Tardia de Ano Novo

A palavra do momento é mudança, por isso estou me livrando de
tudo que não serve mais, seja comportamentos, sentimentos, fotos, presentes, tu-
do que carregue lembranças desagradáveis. Nós vivemos em um ciclo vicioso de
erros, até que façamos algo diferente que nos tire dele. Eu estava presa em
um e acho que consegui escapar. Eu pensei que iria ficar mal mudando meu
comportamento e fazendo algo inesperado, mas não, senti-me super bem, um
tanto quanto superior por fazer aquilo que eu realmente queria e não o que
era esperado que eu fizesse.
Agora vou fazer apenas o que eu quiser!Sair do ciclo de erros
e retomar o controle da minha vida.

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Quando o passado retorna...

Sabe quando a vida dá uma volta e você para no mesmo lugar? Muito estranho e um pouco incômodo, pessoas que você já tinha esquecido, guardado naquela gavetinha e que, por algum motivo bizarro, resolvem reaparecer e te bagunçar.
Pois bem, e quando justo aquela pessoa, é, aquela mesmo, que tirou muitas noites de seu sono, que dominou seu pensamento, e que demorou um bocado para de lá sair, manda um recadinho- Olha, estou aqui!- O que fazer?

1- Ignorar e considerar um engano;
2- Responder impessoalmente, "Legal, também estou aqui!";
3- Guardar e se orgulhar.

E a vida me dá mais uma oportunidade de mudar o ciclo.