sexta-feira, 14 de março de 2008

Acreditar ou não acreditar?

Hoje a aula acabou um pouco mais cedo e encontrei um pessoal do lado de fora fumando um cigarrinho. Alguém comentou que teve a mão lida por um cara da sociais, e todo mundo ficou ouriçado para também ter seu futuro previsto.
Sou meio cética quanto a isso, mas, eis que surge um cidadão com um lenço multicolor nos ombros e um cristal pendurado no pescoço, fazendo gestos estranhos ele pára perto da gente e uma das meninas exclama: "Lê minha mão!"
"Me acompanhem."
Todos pulam uma das janelas da sala aonde rolam as festinhas e, um por um, ele lê nossas mãos.
Tristeza para as meninas; "Você é muito fechada, não vejo amor aqui. O seu é um distraído, assim como você! Você é tranquila nesses assuntos, um dia aparecerá."
Eu fiquei com receio, mas deixei ele ler, fui a última.
" Sua casa tá uma bagunça!Nossa sai de lá! Hummm, você vai ter problemas financeiros, mas vai passar! Cuidado com o fígado!Ahhh, tô vendo alguém aqui!Para o final do ano!Será alguém que ficará 4 anos na sua vida!Mas não é o definitivo!Este vem depois!"
Eu, obviamente, achei muita graça nisso, afinal, tá tudo bem em casa, dinheiro sempre faltou, não bebo tanto assim para ter problemas de fígado, e esse alguém, que triste é saber que não vai durar para sempre. Já ia tirando a mão quando:
" Vejo um acidente nos seus vinte anos! E outro no fim da vida!"
É, aí parei, pulei a janela de volta para a letras e refleti...

O QUE???

3 comentários:

Anamaria Zanatta disse...

Eu nunca acreditei muito nisso, até pq se você pegar e e ler um horóscopo errado e pensar naquilo, acaba acontecendo, mas realmente tem coisas que me fazem rever meus conceitos!

D e c o o y disse...

esse acidente existiu?

Ghito Grito disse...

O seu futuro é maravilhoso, eu vejo grana, eu vejo amor. No paraíso esplendoroso que a palma da tua mão mostrou... Beth Balanço... me avisa quando for a hora...

versão mais otimista... hehe