quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Sacrificar ou não seu orgulho em prol de sua felicidade como mulher



Desde pequenas estamos acostumadas com estórias de princesas esperando o princípe encantado resgatá-las, que só sustentou o padrão social de que mulheres felizes são aquelas que possuem um homem para completá-las, mas será realmente esse o modelo que devemos, e queremos seguir?
Até pouco tempo, a função da mulher na sociedade era a de administrar a sua casa, cuidar do marido e dos filhos, uma grande e gratificante maneira de viver,se estivessem ao lado de quem realmente amassem. Só que a verdade não era bem essa, os casamentos eram arranjados, os parceiros normalmente nem se conheciam antes dos trâmites conjugais e as mulheres viviam infelizes confinadas em seu círculo familiar. Mais infelizes que essas donas de casa, eram as mulheres solteironas, aquelas que já beiravam os 40 e que a sociedade desprezava por não serem desejadas.
Então ainda hoje buscamos um parceiro, não aceitamos como felizes mulheres solteiras - tá, muita coisa mudou com o sex and the city- mesmo assim quem não "namora" não é desejada e essa não é bem a verdade.
Ser dona de casa pode ser ótimo, mas quem esta disposta a abdicar do que gosta de fazer, abandonar carreira, orgulho próprio, só porque isso é bem visto na comunidade?
Uma pessoa feliz é aquela que se ama, antes de tudo, que faz o que gosta, tem bons amigos. Só quando a pessoa se encontra é que ela pode encontrar alguém. Porque o princípe encantado pode existir sim, mas ele não vai vir te tirar da torre, e o feliz para sempre tem que ser trabalhado todo dia.

_________________________________________________________________________________
Oie
Esse é o primeiro post dos conselhos amorosos da JuMinako, sugerido pela galera do chat da MariMoon!
tem dúvidas?
precisa de conselhos (amor, amigo, relacionamentos em geral):
juminako@gmail.com

3 comentários:

惡魔在身邊 disse...

Oiii,
Um dos maiores problemas que vejo é a falta de compromisso. Se antes voce tinha que ficar presa com o homem...hoje tá é dificil encontrar alguem que queira algo serio. Pelo menos para algumas pessoas como eu, sim! hehe
Sabe, eu sou feliz sozinha, tenho minhavida, meu trabalho e estudos, amigos..mas as vezes é muito bom ter alguem pra ficar junto e compartilhar sua vida, nao é? e realmente nao consigo manter um relacionamento...

bjss!!!

*Ruiva Verde* disse...

Jumiiiii!
Adorei o texto!
E fikei feliz por mencionar o chat Marimoon! huaehuaehaea
beijokas! =****

Dani-Chan

Crista disse...

Oi, Muito obrigada pela visita.

O teu texto é muito interessante e estou 100% de acordo.

Eu vou fazer 44 muito brevemente e moro sozinha ( minha filha tem 17 e tanto está comigo como com o pai).

Estou divorciada faz uns 14 anos, me dou muito bem com o ex. Não procuro marido, nem namorado, nem ponho hipotese de dividir casa com alguém.
Adoro ser "solteira" e não abdico disso. Até me faz impressão ver tanta mulherada desesperada atrás de marido.
Sou super independente e me dou muito bem assim.
Se o amor acontecer será bem vindo mas não sou obcecada. Vivo para mim e para a minha filha.

Adoro poder planear o meu dia, trabalho, ginásio, amizades, sem horários, sem encontar a casa desarrumada (risos) ... isto dava um livro vou ficar por aqui!!!


Mil beijos e uma óptima sexta.